TOC – Tratamentos

Transtorno Obsessivo Compulsivo

O que é?

Você, alguma vez já bateu na madeira três vezes ou fez o sinal da cruz?

Isso se chama ritual e esses rituais são normais, pertencem ao cotidiano de muitas pessoas.

Eles são uma forma simbólica de afastar o perigo. Entretanto existem pessoas que são prisioneiras de rituais, eles são tão fortes que impedem que a pessoa tenha uma vida normal.

Pessoas assim são caracterizadas como possuindo o Distúrbio Obsessivo Compulsivo que consiste em pensamentos ruminativos difíceis de serem afastados com a vontade.

Esses pensamentos surgem do interior da pessoa, sem qualquer estímulo desencadeante externo.

Vejamos alguns exemplos:

  1.  Pavor de se sujar ou se contaminar com suor, pêlos, germes;
  2. Sentir-se obrigado a somar os números de todas as chapas de carro, contar todos os objetos que encontra, contar os dedos das mãos, etc;
  3. Ter pensamentos horríveis sobre matar alguém;
  4. Terror de perder tudo, ser demitido;
  5. Colocar os chinelos nesta ou em outra posição antes de dormir como única opção de que não ocorra acidente em casa;
  6.  Conferir muitas vezes o mesmo serviço ou situações: posição dos objetos, se o gás está fechado, se a torneira está fechada, a porta trancada, etc;
  7. Lavar repetidamente as mãos, roupas, objetos de uso pessoal, etc;
  8. Arrumar compulsivamente as camisas ou meias sempre numa mesma ordem;
  9. Juntar coisas sem uma finalidade, como jornais velhos, tampas de cerveja, etc;
  10. Levantar sempre com o pé direito, entrar num elevador de determinada maneira, etc;

Origens prováveis

Existem duas:

A primeira é biológica, aceitando-se que a origem da doença seja um acometimento do cérebro, possivelmente uma deficiência de um neurotransmissor (substância química responsável pela comunicação entre as células nervosas) chamado serotonina.

A outra origem é possivelmente comportamental. Como a pessoa sente-se mal, e não consegue afastar os pensamentos, passa a criar um ritual, uma compulsão, que tenta afastar os pensamentos. Por exemplo, uma pessoa pode ser acometida de idéias horríveis sobre germes e contaminação, passando então a lavar as mãos muitas e muitas vezes ao dia, chegando a machucar a pele.

Idade em que se manifesta:

A incidência do TOC é maior em pessoas com conflitos conjugais, divorciados, separados e desempregados. É maior também nos familiares de 1º grau (3 a 7%) de portadores de TOC, é igual entre homens e mulheres e um pouco maior em adolescentes masculinos (75%).

O início da doença se dá em torno dos 20 anos, mas não é incomum em crianças.

Entre os 20 e 25 anos de idade, acometendo igualmente homens e mulheres.

Tratamentos:

– Alopatia:

Em geral o tratamento alopático é realizado com medicação, que não é um simples calmante, mas substâncias que tentam corrigir a serotonina, mediador químico que se encontra alterado.

– Terapia:

A do tipo comportamental-cognitiva é a que apresenta melhores resultados.

– Terapia Floral:

Através de consultas detalhadas e consecutivas, que consiste em entrevistas, analise e equilíbrio energético, vamos escolhendo os florais que melhor se aplicam a cada caso, administrando-o e acompanhando os resultados até que os rituais se esgotem.

Apesar de nem sempre ser possível a cura completa dos Transtornos Obsessivos Compulsivos, independente do tipo de tratamento adotado, a Terapia Floral pode oferecer aos pacientes uma maneira de diminuir notavelmente os sintomas obsessivos e compulsivos que são muito debilitantes e que podem perturbar consideravelmente a vida do paciente, portanto se você considera-se um portador de TOC, busque ajuda, vale a pena investir em você.

Desânimo

Estou desanimado(a). Como combater o desânimo?

Conheça 3 ferramentas excelentes  para acabar com o desânimo.

Todos nós já tivemos  momentos em que nos sentimos vazios e sem forças.

Mas como é possível em meio ao desânimo ter forças para buscar uma mudança?

Não há fórmulas milagrosas mas existem métodos muito eficientes que te dão energia, coragem e disposição para vencer.

Se deseja cultivar o ânimo, procure sempre ter uma atitude mental positiva.

E como ter mais ânimo? Como reagir melhor aos reveses da vida?

Vemos duas pessoas com o mesmo problema reagindo de forma diferente uma da outra.

Uma otimista e disposta, a outra pessimista e desanimada.

Isso é como o mindset trabalha, ou seja, o padrão comportamental do pensamento.

Existem técnicas que te ajudam a mudar o seu MINDSET,  sendo uma forma eficiente de encarar a vida de forma mais positiva e ter mais ânimo.

Terapia Floral ajuda a recuperar a energia e ter disposição sendo eficiente pois trata a causa e não o sintoma da doença.

A terapia floral utiliza-se de compostos energéticos chamados essências florais.

O tratamento é muito individual, pois é indicado para trabalhar emoções específicas ou conjuntos de emoções de cada indivíduo, de acordo com sua personalidade, vivência, entre outros fatores considerados em consulta.floral Desânimo

É importante o tratamento com um terapeuta floral para avaliar a fórmula, o processo de mudança, entre outros aspectos.

Entretanto, segue algumas dicas de essências que trabalham os sintomas do desânimo no geral.As essências florais mais indicadas são:

  • Gentian – BachAloe Vera – Califórnia
  • Bom dia – Saint Germain
  • Foeniculum – Minas
  • Kapok Bush – Australiano
  • Lanceta – Florais do Sul

Coaching Life

Definição de meta e objetivo pessoal:

Quando estamos desanimados não temos foco e energia para a mudança necessária. Então vem o importante papel do Coach, treinador em português, que irá auxiliar a definir e alcançar as metas desejadas em qualquer aspecto da vida.

Ter em mente seus sonhos, metas e objetivos é uma motivação para viver.1041 Desânimo

O Coaching Life é uma das ferramentas que te ajudam a traçar uma meta e atingi-lá, tornando sua vida mais satisfatória.

Microfisioterapia

Elimine os registros dos traumas físicos e psíquicos que sofreram.

O objetivo da microfisioterapia é restaurar a vitalidade dos tecidos do corpo que foram afetados por algum trauma, seja uma torção, uma infecção por vírus ou um choque emocional.

426382_176755119105107_1184696836_n Desânimo

Dra. Viviane Rocha explica que no dia a dia passamos por diversas situações e a forma como nosso organismo percebe e enfrenta estas situações pode desencadear problemas físicos, emocionais e doenças.

A terapia se baseia na descoberta de que todos os tecidos do corpo, do epitelial ao nervoso, guardam a memória dos traumas físicos e psíquicos que sofreram em qualquer fase da vida.Esse diagnóstico é feito por meio de micropalpações na derme e na epiderme.

A ação do terapeuta é realizar no tecido apalpado atos que simulem, em microescala, a origem do trauma e despertem os mecanismos de autocorreção.

É como uma vacina, que inocula o vírus em pequena quantidade, que não causa a doença, mas faz o organismo produzir anticorpos. Ou como a diluição de um remédio homeopático.Comprometa-se com você agora e com sua felicidade.Decida investir em você e utilize algumas das técnicas para sair desse desânimo.

Autoestima. Você se sente importante para si mesma?

A autoestima é a cura para as doenças de origem emocional e relações destrutivas.

A auto-estima começa a se formar na infância, a partir de como as outras pessoas nos tratam.

É a base para o ser humano. É a cura para todas as dificuldades e sofrimentos.

E mais, é a cura para todas as doenças de origem emocional e relações destrutivas, portanto garanta urgente que a sua esteja em ordem.

Os pais atuam como espelhos, que devolvem determinadas imagens ao filho.

Se os pais estão sempre opinando a partir de uma perspectiva negativa para os filhos, e se estão sempre os taxando de inúteis e incapazes, ou usando de zombarias e ironias, críticas e humilhações, irá se formando neles uma imagem “pequena” de seu valor.

A criança percebe no olhar e na expressão amorosa dos pais que está recebendo atenção, que aqueles que a cercam se encantam e se preocupam com ela.

2779 Autoestima. Você se sente importante para si mesma?

A autoestima também influencia a escolha dos relacionamentos e mantém uma relação direta e muito importante com o desempenho profissional, em resumo, acredite, a auto-estima influencia tudo que fazemos, pois é o resultado de tudo que acreditamos ser, por isso o autoconhecimento é de fundamental importância para aumentar a autoestima.

Perde-se a auto-estima quando se passa por muitas decepções, frustrações, em situações de perda, ou quando não se é reconhecido por nada que faz.

Pessoas com baixa auto-estima têm mais chances de ter problemas de saúde, portanto os tratamentos de saúde deveriam se concentrar em melhorar a auto estima dos pacientes.

Se você está com a auto estima abalada, pode e deve procurar ajuda para corrigir isso o mais rápido possível, evitando doenças.

Uma ótima alternativa é recorrer às técnicas de PNL – Programação Neuro Lingüística.

A PNL começa com a pressuposição de que a mudança é possível e pode ocorrer rapidamente.

Se não gostamos da situação em que estamos, temos a responsabilidade de fazer algo para mudar essa , situação.

4743 Autoestima. Você se sente importante para si mesma?A maneira mais fácil para mudar nossa situação é mudar a nós mesmos. A PNL nos proporciona a maneira de fazer isso.

Outra forma é recorrer a Terapia Floral.

Neste caso o ideal é encontrar um terapeuta habilitado para, através de consultas detalhadas e seqüenciais, indicar-lhe as essências ideais para o seu caso.

Abaixo segue a citação de algumas essências , entretanto, sugiro que somente as utilize com acompanhamento do seu Terapeuta.

Dicas de Florais para auto estima:

FIVE CORNERS – Sistema australiano
JASMINUM – Sistema Mineiro
BUTERCUP E SAGE – Sistema californiano
ALOE VERA – Sistema Saint Germain
CENTAURY – Sistema Bach, entre outras.

Há algumas respostas que podemos ter para avaliarmos nosso grau de autoestima.

Faça um pequeno teste e descubra se você está com sua auto estima abalada.

  • Você se sente assim inadequada, insegura; com dúvidas, incerta do que realmente é ou quer?
  • Tem um frequente  sentimento vago de não ser capaz?
  • Não acredita ser capaz de ter alguém que a ame;
  • Desiste facilmente de tudo que começa;
  • Culpa os outros pelos próprios erros;
  • Encara todas as criticas como ataques pessoais;
  • Sente necessidade de agradar , não conseguindo dizer não;
  • Busca aprovação e reconhecimento de tudo o que faz;
  • Não se sente importante para si mesma;
  • Sente angústia, dor no peito, choro, pesadelos, vazio, agressividade, depressão, punição, doenças;

Se você se identificou com a maioria das frases certamente você pode estar precisando reforçar sua auto estima.

 

Bruxismo

(Ranger de Dentes)

Os distúrbios emocionais de pouca ou muita intensidade, via de regra apresentam alguma expressão psicossomática em algum órgão do corpo.

Quando o indivíduo é bloqueado na obtenção e satisfação de objetivos e necessidades básicas em épocas importantes do desenvolvimento psicológico, pode induzir o rangimento de dentes como um mecanismo compensador.

Muitos indivíduos são vulneráveis a tensões de longa duração e rangem dentes para liberar esta tensão.

O bruxismo é uma disfunção e não doença.

Trata-se de um problema dentário destrutivo e complexo, encontrado em todas as faixas etárias, adquirido inconscientemente que consiste em raspar durante o sono as superfícies dos dentes superiores contra os inferiores através de movimentos involuntários que ocorrem normalmente durante o sono, mas podem também ocorrer durante o dia.

CAUSAS:

Fatores psicológicos, como tensão emocional, agressão reprimida, ansiedade, raiva, medo, frustrações estresse.

Parasitas intestinais, deficiências nutricionais, alergias, hipertireoidismo, paralisa cerebral, correria do dia a dia, ameaça de assaltos.

SINTOMAS:

Dor disfuncional muscular da articulação temporomandibular (ATM); dores de cabeça, podendo até atingir o ouvido, tonturas, dor muscular facial relacionado aos músculos mastigatórios, restrimento na abertura da boca, dor generalizada, estalidos, travamento nas articulações.

TRATAMENTO:

Sintomático:

Utilização de placas interoclusais que reduzem a atividade dos músculos durante a noite e protegem os dentes dos desgastes provocados pelo hábito. Eliminar hábitos como, mascar chicletes, morder ou apertar objetos estranhos, mandíbulas cansadas ao acordar e dentes sensíveis à noite.

Curativo:

O ideal é associar o tratamento dos estados tencionais, estressantes ou ansiosos que produzem o Bruxismo.

O emocional que desencadeou o bruxismo deve ser tratado, pois somente trabalhando as causas resolve-se o efeito.

Para isso procure fazer terapia com um psicólogo e/ ou um terapeuta floral.

Nos casos mais difíceis, sugere-se, além da pratica constante de exercícios físicos, que o bruxismo seja tratado por uma equipe multidisciplinar que inclui: Dentista, psicólogo, Terapeuta Floral e fisioterapeuta.

Emoções que mais se relacionam com o bruxismo:

  • Raiva;
  • Ansiedades;
  • Tensões;
  • Pânico;
  • Crítica;
  • Intolerância ao erro dos outros;
  • Pensamentos negativos remoentes.

Saiba mais sobre nossas terapias clicando aqui.

TPM

TPM, ou tensão pré-menstrual tem sido o inferninho particular da mulher moderna. Algumas mulheres sofrem deste “mal”, outras não, porque será?

Influências hormonais normais do ciclo menstrual interferem no sistema nervoso central, além disso, muitas mulheres não aceitam a sua feminilidade, sofrem a cada ciclo e reclamam do transtorno mensal.

Considerada uma alteração fisiológica e não uma doença.

Apresenta os seguintes sintomas mais aparentes:

1. Depressão;

2. Desesperança;

3. Letargia;

4. Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;

5. Sentimento de rejeição;

6. Alterações de libido;

7. Irritabilidade;

8. Dificuldade de concentração;

9. Alteração nos hábitos intestinais;

10. Insônia;

11. Cansaço, fadiga fácil, falta de energia;

12. Alteração do apetite;

13. Distúrbios do sono;

14. Inchaço;

15. Sensibilidade mamária aumentada;

16. Dor de cabeça;

17. Dores musculares;

Dicas

Para atenuar os sintomas de instabilidade física e emocional deste período, recorra aos seguintes “soldados”:

– Óleo de prímula:

Não é de hoje que a flor amarela é empregada como um bálsamo no tratamento da TPM.

A prímula é eficaz para mulheres que ficam tristes e inchadas e para aquelas que manifestam irritação e enxaqueca A ação da prímula se deve ao seu princípio ativo: o ácido gamalinolênico que reequilibra a produção dos hormônios femininos.

Trata-se de uma substância química, que faz parte das membranas celulares e regula a produção de estrógeno e progesterona. Se o organismo envia uma mensagem dizendo que precisa de mais estrógeno, por exemplo, o ácido ajuda a célula a interpretar o pedido e a produzir o que foi solicitado na quantidade adequada.

É esse mecanismo que garante o alívio dos sintomas.

– Acupuntura:

Esta especialidade da Medicina Tradicional Chinesa, abrange diversas teorias básicas, tais como o Yin-Yang, os cinco movimentos, Zang-Fu (Órgãos e Vísceras), Qi-Xue (Energia e Sangue), Jin-Luo (Canais e Colaterais), fazendo com que a Acupuntura seja uma terapia muito eficaz .Dificilmente há casos de TPM que não possam ser ajudados pela acupuntura.

– Exercícios Físicos:

Exercícios moderados do tipo: Caminhada, Ciclismo, Natação e Hidroginástica, por pelo menos 30 minutos, 5 vezes por semana, vão ser a melhor escolha nessa ocasião.

As mulheres que participam em atividades aeróbicas tiveram melhores resultados na minimização dos sintomas pré-menstruais, particularmente a depressão, do que aquelas que fizeram trabalho de força em Musculação ou Localizada.

A Yoga também pode ajudar. Este tipo de exercício combina alongamentos lentos, técnicas de respiração e meditação, que minimizam a tensão muscular, focaliza a mente e diminui o mau humor tão característico das mulheres que sofrem de TPM, na atualidade.

– Terapia Floral:

Essência Indicação Sistema;

– Impatiens Agitação e Impaciência Bach ou Minas
Millefolium;

– Ou Walnut Aceitação aos períodos de mudanças Minas
Bach;

– Alpine Lily Para integração do Eu Feminino California;

– Calmim Agitação, tensão, nervoso Minas;

– Feminalis Supera todos os sintomas da TPM. Minas;

As essências acima são apenas dicas referenciais, entretanto, para que a cura se efetive e você passe a não sofrer mais de TPM mesmo sem florais, deve consultar um terapeuta a fim de se trabalhar as causas desencadeadoras desta “mal” e estas causas são individuais.